9 dicas para suas finanças pessoais

Está com as finanças bagunçadas? Aqui nos iremos te ajudar

Por Minhas Finanças 04/07/2017 - 19:06 hs

A organização de saldos, gastos e investimentos pessoais é essencial para que você não corra riscos e se assuste com a conta bancária ou com os boletos no final do mês. Seja para poder investir na próxima etapa da sua educação, planejar uma grande viagem ou, simplesmente, ficar com a mente tranquila na hora de fazer uma compra, é preciso cuidar das próprias finanças com atenção, mudar alguns hábitos e ser bastante responsável em relação ao dinheiro. E pode acreditar: fazer isso é mais fácil do que parece! Confira as nossas dicas:

 

1º Fique atento ao cartão de crédito

Achar que ter limite no cartão de crédito é o mesmo que ter dinheiro de verdade é um grande engano, e muitas pessoas acabam entrando em dívidas por conta dessa atitude. O que você gasta precisará ser pago no mês seguinte, então planeje antes de realizar compras no cartão ou tente utilizá-lo apenas para situações de emergência. Uma boa ideia é, também, instalar o aplicativo da operadora do cartão no seu celular, para que você possa acompanhar o saldo disponível e o valor da sua próxima cobrança.

2° Evite os juros

Algumas lojas e empresas cobram juros altos de acordo com o tipo de produto, forma de pagamento e condições oferecidas (como cheque especial, parcelamentos e estoque limitado). Isso pode encarecer um investimento e pesar mais do que o previsto no seu bolso. Então, fique atento ao que as lojas oferecem, leia sempre os contratos ou regulamentos e tire todas as dúvidas antes de fechar um negócio.

3º Fuja das parcelas

É muito fácil perder o controle das contas que você está parcelando, principalmente se essa é uma atitude recorrente. Prefira pagamentos à vista (que, na maioria das lojas, acaba tendo um bom desconto) e, antes de comprar, pense se o investimento em parcelas é realmente necessário. Mas se você optar pelo pagamento à prazo, por facilidade ou necessidade, lembre-se de ter sempre anotado em uma planilha os dias em que cada conta será cobrada, valores e o número de parcelas quitadas.

4º Poupe

Separe uma porcentagem da sua renda todos os meses e coloque em uma poupança ou fundo de investimento. Ao tirar um pequeno valor da sua conta bancária, em um curto período você consegue economizar e planejar melhor grandes investimentos — como a compra de um carro, de uma casa ou para montar seu próprio negócio.

5º Guarde dinheiro para emergências

Além de investir em uma poupança, procure separar um dinheiro extra para emergência. Situações como problemas de saúde, acidentes ou desemprego acabam fazendo muitas pessoas caírem em dívidas em cartões, bancos e empresas de “crédito fácil”. Então, tenha sempre um valor que possa sustentar você e sua família por alguns meses, caso um imprevisto aconteça.

6º Saiba o que quitar primeiro

 

Vai pagar as contas em atraso ou adiantar parcelas? Priorize aquelas que têm juros mais altos e não podem ser pagas pelo Internet Banking depois do vencimento. Assim, você evita acréscimos desnecessários e não passa pelo estresse de ter que ir ao banco para realizar o pagamento.

7º Concentre os pagamentos em um só dia

Programe suas contas para que todas (ou pelo menos a maioria) vençam na mesma data — fica mais fácil se organizar, programar o débito automático e saber quanto está gastando se todos os boletos são pagos, por exemplo, no dia 15 de cada mês.

8º Respeite suas prioridades e objetivos

Você está querendo viajar no final do ano e precisa guardar dinheiro? Ou seu foco, agora, são os investimentos em um novo empreendimento? Saiba por que e para que você está querendo poupar ou diminuir os gastos e mantenha isso sempre em mente. Dessa forma, você não corre o risco de ficar tentado a comprar algo só por ter o dinheiro, já que sabe quais são as prioridades.

9º Use cada forma de pagamento com cuidado

Os cartões são mais práticos, mas o dinheiro em espécie ajuda você a controlar melhor os gastos. Então, faça escolhas na hora de comprar: se não quiser gastar muito, prefira pagar em dinheiro. Se quiser segurança, escolha o cartão. O importante é conhecer as condições de pagamento de cada formato, as taxas e saber o que o cartão de crédito, o cheque e cada conta bancária pode oferecer.

 

Finanças

Com ações simples, você consegue reduzir os gastos no dia a dia, se organizar e garantir a sua saúde financeira. :)